Artigos

Artigos

Por:
Publicado em 23/09/2015 - Atualizado 07/02/2019

Câncer de próstata: o perigo silencioso

Câncer de próstata: o perigo silencioso

Os homens possuem uma glândula responsável por parte da produção do sêmen, líquido que protege, transporta e nutre os espermatozoides masculinos: a próstata. Ela fica localizada abaixo da bexiga e entre o reto e por dentro dela passa a uretra. O funcionamento e desenvolvimento desta glândula depende da ação dos hormônios masculinos, como a testosterona.

Assim como qualquer outro tecido ou órgão humano, a próstata também apresenta a possibilidade de desenvolver um crescimento anormal das células, e quando esse crescimento é maligno pode levar ao surgimento de um tumor, chamado de câncer de próstata.

Doença comum em homens

No Brasil, de acordo com dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), somente em 2014 foram diagnosticados cerca de 69 mil novos casos de câncer de próstata. Por ser um quadro clínico exclusivamente masculino, esse tipo de câncer chama a atenção da Medicina por ser considerado bastante comum, especialmente em homens com mais de 65 anos de idade, e por ser a segunda causa de morte por câncer mais encontrada neste sexo.

Início imperceptível

O câncer de próstata tem desenvolvimento lento e no início não apresenta sintomas. Quando descoberto precocemente, as chances de cura chegam a 90%, porém, depois do aparecimento dos sintomas, 95% dos casos já se encontram em fase avançada, ou seja, com remotas chances de cura. O tratamento da doença precoce inclui uma cirurgia chamada prostatectomia radical, que é o procedimento que retira a próstata e também as estruturas adjacentes como as vesículas seminais, linfonodos e parte da uretra. Por isto, o acompanhamento com o médico Urologista e o diagnóstico precoce desta doença é considerado extremamente importante.

Cuidado preventivo

Estudos registram que os homens são pacientes menos regulares nos planos de prevenção. Normalmente, eles procuram atendimento médico quando uma doença já está em desenvolvimento, diminuindo assim as chances de cura. Culturalmente as mulheres têm mais incentivo para cuidar da própria saúde, e fazer acompanhamento regular com Ginecologista, o que não acontece com os homens, devendo ser cada dia mais estimulado.

Os cuidados preventivos para o câncer incluem a realização anual do exame de toque retal e dosagem do PSA, recomendado para homens que passam dos 50 anos, e esta é a maneira mais efetiva de diagnosticar a doença de maneira precoce. Manter uma dieta com alimentação balanceada e prática regular de exercícios físicos são fatores decisivos no combate ao câncer de próstata.

Homens com familiares portadores de câncer de próstata diagnosticado antes dos 65 anos e afrodescendentes têm um risco maior de desenvolver a doença. Assim, devem submeter-se a exames a partir dos 45 anos de idade.

Consulte com um médico de confiança

Se você acredita estar dentro da faixa de risco de desenvolvimento do câncer de próstata, ou já passou dos 50 anos e nunca realizou os exames, faça uma avaliação com seu Urologista. Acima de tudo, mantenha a tranquilidade, uma vez diagnosticado, o câncer de próstata localizado é uma doença que apresentam ótimos índices de tratamentos efetivos e cura.

 

Material escrito por:
- Urologista - CRM 8402 RQE 4270

Formado em medicina pela UFSC, o Dr. Luís Felipe Piovesan é especialista em urologia pela Fundació Puigvert, Barcelona, e doutor em urologia pela USP. É coordenador científico do Hospital Governador Celso Ramos e foi vice-presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, secção SC. Seus principais interesses são a urologia oncológica e tumores urológicos.   Ver Lattes