Artigos

Artigos

Por: - Urologista - CRM/SC 12492 RQE 10675
Publicado em 12/05/2017 - Atualizado 07/02/2019

O exame de toque retal é suficiente para diagnosticar um câncer na próstata?

O exame de toque retal é suficiente para diagnosticar um câncer na próstata?

O câncer na próstata pode ser diagnosticado pelo exame de toque retal e por um exame de sangue que verifica a quantidade de antígeno prostático específico (PSA) no organismo. Ambos devem ser realizados anualmente por homens com mais de 50 anos para detecção precoce da doença.

Muita atenção a essa informação! Um diagnóstico correto só pode ser feito quando há a suspeita no exame de sangue  ou no exame de toque retal. A confirmação do diagnóstico só ocorre após a biópsia prostática, direcionada pela ultrassonografia ou ressonância nuclear magnética. Ou seja, está errado quem acredita que, na consulta, o urologista solicitará apenas o exame de sangue, sem realizar o exame de toque retal, ou vice-versa.

Indicar ao paciente a realização de apenas um dos exames necessários não é a conduta médica adequada para diagnosticar um câncer na próstata, salve casos de exceção. O homem deve procurar a assistência de outro urologista, caso o médico que o assiste aja dessa maneira.

O exame de toque retal e o exame de sangue são complementares, por isso, devem, sempre, ser realizados conjuntamente. Existem casos de pacientes que só conseguiram descobrir o tumor na próstata porque realizaram o exame de toque retal (responsável por cerca de 20% das suspeitas diagnósticas), mesmo depois com PSA normal. Também há situações em que os pacientes somente descobriram o câncer porque o médico percebeu alterações no exame de sangue, apesar de o exame de toque retal não ter identificado alterações na próstata (cerca de 80% dos diagnósticos).

O que o exame de toque retal avalia

A próstata é uma glândula  localizada abaixo da bexiga e em frente ao reto que muda de tamanho de acordo com a idade. Sua dimensão assemelha-se com a de uma noz em homens mais jovens, e vai ficando maior conforme envelhecem.

A principal função da próstata é produzir o líquido prostático, que auxilia os espermatozoides a conservar sua capacidade reprodutiva. Embora sua atuação maior seja na reprodução, os indicativos de que a próstata está sendo afetada por alguma condição se manifestam no trato urinário:

  • o homem sente vontade de urinar mais vezes do que o habitual, principalmente à noite;
  • há dificuldade para começar a urinar;
  • o fluxo de urina é reduzido;
  • a bexiga parece não esvaziar completamente.

O médico observa todos esses detalhes na consulta de avaliação e, baseado na idade do paciente, verifica o tamanho da próstata com a realização do exame de toque retal ou exames radiológicos. Apenas quando detecta alguma anormalidade, solicita exames mais detalhados para confirmação do diagnóstico.

O receio de descobrir um câncer e o preconceito que cerca o exame de toque retal não devem impedir o homem de cuidar da própria saúde. A chance de cura da doença é de até 95% nos casos em que o câncer na próstata é diagnosticado precocemente.

 

Material escrito por:
- Urologista - CRM/SC 12492 RQE 10675

Membro da equipe do NeoUro – Núcleo de Estudos em Onco-urologia Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005). Residência Médica em Cirurgia Geral pelo Hospital Governador Celso...   Ver Lattes