Artigos

Artigos

Por:
Publicado em 09/03/2017

Principais dúvidas sobre a vasectomia

Principais dúvidas sobre a vasectomia

Mulheres que não querem ou não podem engravidar têm como opções fazer uma laqueadura, usar pílula anticoncepcional, dispositivo intrauterino (DIU), diafragma ou camisinha feminina. Já para os homens, há menos alternativas de métodos contraceptivos. Basicamente, para os que desejam evitar filhos, os recursos disponíveis são o preservativo masculino e a vasectomia.

O uso do preservativo é o método mais difundido, porque, além de evitar a paternidade indesejada, previne Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). Já a vasectomia tem como único objetivo impedir a passagem dos espermatozoides. Geralmente os homens consideram realizá-la quando já possuem filhos e não querem aumentar a família, mas pouco conhecem sobre o procedimento. Por isso, vamos elucidar algumas dúvidas a respeito da vasectomia.

6 principais dúvidas sobre a vasectomia

1. O que é vasectomia?

A vasectomia é um procedimento cirúrgico que os homens realizam para tornarem-se estéreis, ou seja, para não gerar filhos a partir daquele momento.

2. Como é realizada a cirurgia?

A vasectomia é realizada pelo urologista em ambiente adequado para cirurgias ambulatoriais, geralmente com anestesia local. Após o bloqueio anestésico, o urologista faz duas incisões pequenas nas laterais da bolsa escrotal para acessar os ductos deferentes e realizar o corte que impossibilita a passagem dos espermatozoides dos testículos até próximo à próstata.

3. A vasectomia tem algum risco à saúde do homem?

Nenhum. É um mito a ideia de que a vasectomia faz mal à saúde do homem e está relacionada ao surgimento de doenças. Da mesma forma, é incorreto afirmar que a vasectomia favorece o ganho de peso, compromete a produção dos hormônios, interfere na libido e afeta o desempenho sexual.

4. O que acontece com os espermatozoides?

Os espermatozoides produzidos pelos testículos e que deixam de ser expelidos pela ejaculação morrem e são absorvidos pelo organismo sem nenhum malefício.

5. Depois da vasectomia, a mulher ainda pode engravidar?

Logo após a vasectomia ainda sobram espermatozoides no ducto deferente, acima do local da secção, e, por isso, nas primeiras semanas após o procedimento, recomenda-se utilizar outros métodos anticoncepcionais. Deve-se realizar o espermograma após 90 dias da cirurgia para constatar a ausência completa de espermatozoides viáveis no sêmen.

6. Qual é o médico mais indicado para realizar a cirurgia?

A vasectomia é uma cirurgia relativamente simples e que é facilmente realizada por urologistas experientes. Não representa nenhum risco para a saúde do homem, desde que seja executada por um urologista que domine a técnica cirúrgica.

 

Material escrito por:
- Urologista - CRM 9576 RQE 6654

Dr. Jovânio é formado em medicina pela UFPel, é especialista em reprodução humana pela Unifesp. É membro da Sociedade Brasileira de Urologia e Membro da Sociedade Internacional de Medicina Sexual. Entre 2013 e 2018 foi Conselheiro Suplente do CRM-SC. Seus principais interesses são a andrologia, medicina sexual e reprodução humana.