Artigos

Artigos

Por: - Urologista - CRM 2965 RQE 218
Publicado em 10/09/2021 - Atualizado 14/09/2021

Candidíase no homem: sintomas e tratamento

Candidíase no homem: sintomas e tratamento

A candidíase no homem é uma das doenças penianas causadas por fungos que pode trazer mais desconforto para os pacientes, com sintomas como coceira, dor e vermelhidão na área íntima.

Normalmente, isso ocorre após relações sexuais.

É importante frisar que apesar de essa patologia causar sintomas nas genitais, ela não é considerada uma Infecção Sexualmente Transmissível, mas sim uma infecção causada por um fungo.

Ficou curioso para saber mais? Então continue lendo e entenda mais sobre a candidíase no homem, por que esse problema ocorre, como ele se manifesta e suas formas de tratamento.

O que é a candidíase?

Antes de falarmos mais especificamente sobre a candidíase no homem, é importante entendermos mais sobre essa doença. Essa patologia é causada pelo fungo Candida sp. que está naturalmente presente na pele e na genital de cerca de 80% das pessoas.

Quando em equilíbrio, ele não faz nenhum mal para o organismo. O problema ocorre quando há um crescimento maior do que deveria da sua presença. Isso pode acontecer por diferentes fatores, como:

  • baixa imunidade;

  • uso recente de antibióticos;

  • falta de higiene;

  • uso de roupas úmidas;

  • excesso de transpiração nas áreas íntimas e

  • alimentação que deixe o corpo mais ácido do que deveria.

A manifestação pelas causas acima, apesar de poder ocorrer a qualquer pessoa, é mais comum no organismo feminino. Para se ter uma noção, cerca de 75% das mulheres têm candidíase em algum período da vida. Dessas, 5% apresentam casos recorrentes, com quatro ou mais episódios em um período de 12 meses.

No homem adulto, a infecção também pode ocorrer por meio do contato íntimo com uma pessoa que está com essa doença. Vale ressaltar que isso não quer dizer que essa patologia se trata de uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST), pois ela é causada por um fungo. É importante, ainda, frisar que sua manifestação também depende da imunidade do homem.

Como se manifesta a candidíase no homem?

Essa doença peniana causada por fungos pode se manifestar de diferentes formas, afetando apenas as áreas íntimas ou, em pacientes com a imunidade comprometida, a boca. Seus sintomas iniciais são semelhantes aos de uma IST, como:

  • bolhinhas vermelhas na genital, tanto no pênis quanto na pele da área íntima;

  • vermelhidão;

  • coceira;

  • aparecimento de placas brancas e

  • dificuldade para urinar.

Pode haver, ainda, fissuras no pênis e dor na pele do prepúcio.

Em relação à candidíase oral no homem, ela é mais comum em crianças, pacientes com HIV ou em pessoas que utilizam remédios que impactam na imunidade. Ela se manifesta através da vermelhidão na parte interna da boca e com o aparecimento de placas brancas na bochecha, gengiva e língua.

Como tratar a candidíase no homem?

O tratamento da candidíase no homem deve ser indicado por um urologista, que irá examinar a área íntima do paciente para garantir que esse é realmente o seu diagnóstico. Como já mencionado, os sintomas são semelhantes com diversas ISTs ou com outras doenças penianas causadas por fungos que exigem uma abordagem diferente.

Caso seja confirmada a infecção por Candida sp., o médico irá recomendar o uso de pomadas na área e a ingestão de antifúngicos para eliminar o excesso desse fungo. Além disso, também é importante que ocorra a mudança de hábitos para dificultar a proliferação, pondo em prática ações como:

  • dormir sem cueca;

  • garantir uma boa higiene e

  • utilizar cuecas de algodão durante o dia.

Além disso, é importante cessar as atividades sexuais durante o tratamento. Isso porque podem infeccionar outras pessoas além de trazer mais desconforto para o paciente.

Possíveis complicações

É necessário entender que o não tratamento da candidíase no homem pode trazer complicações para os pacientes. Uma delas é a balanite, uma inflamação na glande.

Assim, como consequência, o homem sente dores e tem dificuldades para urinar. Além disso, ainda há possibilidade de inchaço e aumento do cansaço.

Outro problema que pode ocorrer é a candidemia, também chamada de candidíase invasiva, que ocorre quando o fungo vai para a corrente sanguínea e começa a se espalhar para todas as partes do corpo. Normalmente, isso ocorre em pacientes que demoram muito para procurar um tratamento ou têm o sistema imunológico muito fraco.

Nesses casos, é preciso ir ao médico urgentemente para iniciar o tratamento que envolverá o uso de antifúngicos orais.

Portanto, por todas essas possíveis complicações, não deixe de procurar um urologista para analisar o seu caso e fazer o seu diagnóstico. Assim, você poderá evitar desconfortos maiores e logo voltará a sua vida regular.

Se você gostou desse conteúdo e deseja saber mais sobre saúde urológica, nos siga no Facebook e no Instagram. Nesses canais, compartilhamos mais informações sobre a nossa atuação, nossa clínica e damos dicas para você ficar saudável.

 

Material escrito por:
- Urologista - CRM 2965 RQE 218

O Dr. Ivam Moritz é formado em medicina pela UFSC e especialista em urologia pelo Hospital Governador Celso Ramos. Seu principal interesse é a Urologia Geral.