E-books

E-books
25 de junho de 2019

E-book – Prevenção do Câncer Urológico

E-book – Prevenção do Câncer Urológico

O câncer é considerado o mal  do século. Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), a enfermidade é a segunda principal causa de óbitos no mundo, sendo responsável por 1 em cada 6 vítimas a nível global. O câncer urológico (cânceres da próstata, da bexiga e do rim) está entre os que mais afetam o organismo dos homens .

A OMS também alerta que são diagnosticados 10 milhões de novos casos a cada ano e, em 2020, esse número subirá para 15 milhões. Para os homens, o câncer urológico representa quase metade dos casos, mas a doença também pode atingir mulheres, com tumores na bexiga e rins. Por esse motivo, é importante investir em ações preventivas, em especial, marcar consultas com médico urologista.

Conhecendo os sintomas do câncer urológico

Em primeiro lugar, é importante conhecer mais sobre o câncer urológico. Sabendo as características da doença, pode-se entender melhor as medidas de prevenção e, até mesmo, diagnosticar a presença ou não de tumores precocemente. Com as medidas adequadas, é possível iniciar o tratamento o quanto antes e, assim, evitar o agravamento dos sintomas. As chances de cura são muito altas, com 90% de casos curados, segundo a Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC).

Quase sempre, os sintomas do câncer urológico são silenciosos. Mas, a doença é detectável com exames simples. O câncer de próstata, por exemplo, pode ser diagnosticado pelo exame de toque retal e por um exame de sangue antígeno prostático específico (PSA).

Além do câncer de próstata, outra variação muito comum do câncer urológico é o câncer da bexiga. A SBC aponta que a doença é a quarta neoplasia mais frequente em homens nos Estados Unidos e a segunda do trato urogenital — perdendo apenas, para o câncer de próstata. Para o diagnóstico, é necessário realizar uma cistoscopiaurografia excretora, ultrassonografia ou citologia urinária.

O sintoma mais frequente do câncer urológico é a presença de sangramentos na urina, conhecido como hematúria. Por atingir órgãos do canal urinário, outros indicativos podem ser dores ao urinar, dores no rim ou micções muito frequentes. Em alguns casos, a hematúria só pode ser observada microscopicamente.

Finalmente, o câncer nos rins representam 3% das neoplasias que acometem homens e mulheres, segundo o SBC. Esse tipo de câncer urológico não apresentam sintomas, mas também é possível detectar a presença de hematúria ou massa palpável no flanco.

Mas, como se prevenir contra o câncer urológico?

Além da realização periódica de exames para diagnóstico precoce, é possível adotar algumas ações no dia-a-dia que podem prevenir as chances de desenvolvimento do câncer urológico.

Primeiro, é necessário identificar os fatores de risco, que são hábitos que contribuem para o desenvolvimento de doenças.

Apesar de cada pessoa reagir ao câncer urológico de maneira diferente, além de ser difícil prever a causa da doença, pesquisas científicas mostram que alguns indivíduos são mais propícios a desenvolver câncer. Assim, entre os fatores de risco mais comuns e que devem ser prevenidos, destacam-se:

  • Hábitos alimentares: muitos alimentos têm sido associados com o processo de desenvolvimento do câncer, principalmente câncer de próstata. Deve-se evitar a ingestão de alimentos ricos em gordura, carnes vermelhas, frituras, molhos com maionese, leite integral e derivados, bacon, presuntos, salsichas, linguiças, mortadelas, bem como demais embutidos e enlatados.
  • Fumantes: pessoas que fumam têm dez vezes mais chances de desenvolver e câncer urológico quando comparadas com as não-fumantes, segundo informações do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC). Das mortes por câncer, o cigarro é responsável por 30% a 45% de todas elas. 
  • Ambiente ocupacional: fatores relacionados à má qualidade do ar, bem como a exposição à radiação, produtos químicos e componentes tóxicos podem estar associados ao desenvolvimento do câncer urológico e outros tipos de cânceres.

 

Conhecendo os fatores de risco, é mais fácil adotar medidas de prevenção do câncer urológico. Mas, não deixe de se consultar regularmente com o médico urologista e ter todos os exames em dia, para evitar quaisquer contratempos. Outras medidas que podem ajudar a prevenir a doença incluem:

  1. Ter uma alimentação saudável
  2. Praticar exercícios físicos regularmente
  3. Ter uma boa noite de sono
  4. Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas

Por não apresentar sintomas evidentes, a melhor forma de prevenir ou controlar o avanço do câncer urológico é manter uma boa qualidade de vida.

Saiba mais sobre os fatores de risco e como se prevenir do câncer urológico no e-book escrito pelos especialistas da NeoUro, Núcleo de Estudos em Onco-Urologia da Uromed.

Baixe Aqui