Artigos

Artigos

Por: - Urologista - CRM/SC 12492 RQE 10675
Publicado em 27/01/2016 - Atualizado 07/02/2019

Cuidados pessoais previnem o surgimento do câncer de pênis

Cuidados pessoais previnem o surgimento do câncer de pênis

O câncer de pênis é um tumor raro. Corresponde a 2% de todos os tipos de câncer que atingem o homem, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), principalmente os com mais de 50 anos. No entanto, isso não significa que os mais jovens não estejam propensos à doença. Tudo depende dos cuidados pessoais para prevenir o surgimento da neoplasia.

A principal causa do câncer de pênis é a higiene íntima inadequada. A falta de cuidado pode ocasionar perda da pigmentação, manchas esbranquiçadas no órgão, feridas e caroços no pênis, secreções e mau cheiro, ínguas na virilha ou no membro e inflamações duradouras, como vermelhidão e coceiras persistentes, fatores de alerta para a doença.

É possível evitar que qualquer um desses sintomas surjam por meio de cuidados simples que contribuem para a saúde integral do corpo. São eles:

Manter bons hábitos de higiene

A limpeza diária do pênis com água e sabão, e a higiene do órgão após as relações sexuais e a masturbação, principalmente se ocorreram sem o uso de preservativos, é uma forma de prevenir o desenvolvimento do câncer na região genital. Após lavar, é preciso secar bem a região. Esses hábitos de higiene íntima devem ser ensinados desde cedo às crianças para que façam parte da rotina de cuidados pessoais.

Operar a fimose

Quando a pele do prepúcio é estreita ou pouco elástica, impede a exposição da cabeça do pênis, dificultando a limpeza adequada. A cirurgia da fimose, também chamada de circuncisão, remove o prepúcio e é outro fator de prevenção, já que homens circuncidados têm menor chance de desenvolver câncer de pênis do que aqueles não circuncidados. O procedimento frequentemente é realizado em lactentes, mas pode ser feito mais tarde. A operação é simples e rápida, e não necessita de internação.

Usar preservativo

O preservativo é indispensável em qualquer relação sexual, pois é uma forma de manter-se seguro e prevenir-se contra várias doenças que podem ser transmitidas pela relação sexual, como o HPV, detectado em cerca da metade de todos os cânceres de pênis. Os pesquisadores acreditam que a infecção pelo HPV é um importante fator de risco para o câncer de pênis. O sexo sem proteção praticado com diferentes parceiros também aumenta o risco de o homem desenvolver a doença.

Parar de fumar

Homens que fumam estão mais propensos a desenvolver câncer de pênis do que aqueles que não fumam. O hábito expõe o organismo a muitos produtos químicos desencadeadores de câncer. Estas substâncias nocivas são inaladas para os pulmões, onde são absorvidas para a corrente sanguínea e transportadas por todo o corpo. Pesquisadores acreditam que estas substâncias danificam o DNA das células do pênis, o que pode levar ao desenvolvimento do câncer no órgão. Fumantes que têm infecções pelo HPV estão ainda mais suscetíveis à doença.

O câncer de pênis é um dos cânceres mais evitáveis, considerando que impedir o desenvolvimento da doença depende somente do homem interessado em dar atenção à própria saúde. Talvez esse seja o fator mais importante para a prevenção efetiva: o homem criar consciência sobre a importância de cuidar de si. Realizar um check up masculino é a melhor maneira de saber como está sua saúde.

 

Material escrito por:
- Urologista - CRM/SC 12492 RQE 10675

Membro da equipe do NeoUro – Núcleo de Estudos em Onco-urologia Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005). Residência Médica em Cirurgia Geral pelo Hospital Governador Celso...   Ver Lattes