Artigos

Artigos

Por:
Publicado em 15/07/2022

Bioplastia peniana: a cirurgia íntima procurada pelos homens

Bioplastia peniana: a cirurgia íntima procurada pelos homens

A procura por procedimentos estéticos masculinos é cada vez maior — e os cuidados com a genitália não ficam de fora. A bioplastia peniana, por exemplo, é bastante abordada nos consultórios dos urologistas. Nesse tipo de cirurgia, busca-se o engrossamento do pênis, ou seja, o aumento do seu diâmetro.

Quer saber mais sobre a técnica? Então, continue a leitura!

O que é bioplastia peniana?

A bioplastia peniana é um procedimento estético, minimamente invasivo, realizado para o engrossamento do pênis. Para tanto, utiliza-se um produto preenchedor biocompatível, o qual pode ser absorvível ou não absorvível, geralmente, aplicado entre o músculo e a pele do órgão.

O alargamento peniano pode ser feito em consultório médico, com anestesia local, e o paciente tem alta em seguida, sem a necessidade de internação. No entanto, também pode ser realizado em ambiente hospitalar, com sedação intravenosa e antibiótico profilático. Nesse caso, o paciente tem alta algum tempo depois, também no mesmo dia.

O resultado da bioplastia peniana é percebido imediatamente. No entanto, a aparência final é obtida, somente, após algumas semanas.

Desde que realizado por médicos com especialização e experiência na técnica, o procedimento é considerado seguro. Diversos estudos retrospectivos já mostraram que ele não provoca perda de sensibilidade nem problemas de ereção ou distúrbios de micção.

Quando o procedimento é indicado?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define o conceito de saúde como não apenas a ausência de doenças, mas um estado de bem-estar biopsicossocial. Baseada nisso, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) explica o papel da cirurgia íntima estética como uma agente promotora da saúde. Isso porque, ela busca melhorar a percepção da imagem corporal e, consequentemente, a autoestima e a qualidade de vida do paciente.

Dito isso, a bioplastia peniana é indicada quando o paciente se sente incomodado com a largura do próprio pênis e isso afeta, negativamente, sua vida. Na maioria das vezes, os pacientes são homens que têm pênis com tamanho dentro da média, mas desejam aumentá-los.

Em relação à idade, é preciso que o paciente já tenha encerrado seu crescimento. Em média, essa fase se encerra até os 18 anos. Também é recomendado que o paciente seja circuncidado, para prevenir a possibilidade de o produto preenchedor migrar para o prepúcio (pele que cobre a glande).

Para realizá-la, deve-se procurar uma clínica de referência em cuidados com o aparelho gênito-urinário, com um corpo clínico formado por especialistas na técnica. Essa é a melhor maneira de garantir que o procedimento seja bem-sucedido.

Como é feito o engrossamento peniano?

O engrossamento do pênis pode ser feito com diversos produtos preenchedores, desde que com a devida autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Entre eles, destacam-se:

  • o ácido hialurônico, um produto absorvível, o qual proporciona um resultado temporário e que, portanto, necessita ser reaplicado periodicamente;
  • o polimetilmetacrilato (PMMA), um produto não absorvível, indicado para um resultado permanente.

Após a bioplastia, dependendo do produto e do volume utilizado, há um ganho de 30 a 50% na grossura do pênis. No caso do ácido hialurônico, as aplicações costumam ser feitas na haste peniana. Isso leva a um aumento significativo da circunferência do órgão, tanto em estado flácido como em ereção, demonstrando-se uma técnica muito satisfatória.

Já no caso do PMMA, as aplicações podem ser feitas na região ventral do órgão, de maneira bilateral e paralelamente à uretra. Nesse caso, a deposição do produto se dá sobre as depressões laterais que o pênis ereto possui naturalmente. Ela também apresenta resultados muito satisfatórios.

Outra possibilidade para aumentar o diâmetro do pênis é com o uso de enxertos, por exemplo, de derme. Nesse caso, trata-se de um procedimento cirúrgico, no qual é feita uma incisão longitudinal (nos corpos cavernosos) para sua colocação.

Que especialista faz esse tipo de procedimento?

Tanto a realização quanto o acompanhamento pós-procedimento devem ser feitos por um urologista. Afinal, ninguém melhor para cuidar da saúde dos órgãos sexuais masculinos, ajudando os pacientes a ter ereções satisfatórias e melhorar a vida sexual.

Portanto, se deseja saber mais sobre a bioplastia peniana, bem como se a técnica é indicada para você, procure um de nossos especialistas!

Esperamos que o artigo tenha sido esclarecedor. Mas, caso ainda tenha alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato!

Além disso, para se manter bem informado sobre a saúde gênito-urinária, siga a Uromed nas redes sociais. Estamos no Facebook e Instagram!

 

Material escrito por:
- Urologista - CRM 9576 RQE 6654

Dr. Jovânio é formado em medicina pela UFPel, é especialista em reprodução humana pela Unifesp. É membro da Sociedade Brasileira de Urologia e Membro da Sociedade Internacional de Medicina Sexual. Entre 2013 e 2018 foi Conselheiro Suplente do CRM-SC. Seus principais interesses são a andrologia, medicina sexual e reprodução humana.