Artigos

Artigos
19 de maio de 2016

Saiba quais as idades de risco para o surgimento de câncer urológico

Saiba quais as idades de risco para o surgimento de câncer urológico

A orientação dos profissionais de saúde para que homens e mulheres vão ao médico e demonstrem preocupação com a própria saúde é recorrente e tem um motivo: a manutenção de uma vida saudável e o diagnóstico precoce de doenças com alta chance de cura quando descobertas antes de se tornarem graves.

Estar alerta quanto aos sinais do corpo e buscar ajuda quando se identifica que algo não está bem é o primeiro passo para garantir boas condições de saúde. A auto-observação diária do organismo é uma atitude que contribui para a descoberta de algumas doenças, como os cânceres urológicos.

Porque a idade é um fator de risco para o câncer

Muitos sintomas podem não ser causados pelos cânceres, mas, caso sejam, o diagnóstico rápido aumenta as chances do paciente no tratamento da doença. Portanto, desconfie e consulte o urologista caso perceba alguma alteração no organismo ou no corpo, principalmente se a faixa etária condizer com aquela em que o surgimento do câncer está mais relacionada.

Cada pessoa reage ao câncer de uma maneira e é difícil prever a causa específica da doença, porém estudos realizados demonstram que em determinada idade as pessoas estão mais suscetíveis a desenvolver a doença. No caso do câncer de próstata, isso está relacionado à ação das defesas do organismo e o avançar da idade.

Todo organismo humano tem um mecanismo natural de proteção, em que os genes agem como defensores, reprimindo constantemente a transformação das células saudáveis em malignas. Esses genes atuam suprimindo a divisão celular e reparando o DNA danificado. Com o envelhecimento, porém, o trabalho dos genes se torna menos preciso.

Quando é preciso se cuidar

Por isso existe a recomendação para os homens com mais de 50 anos realizarem todos os anos os exames de dosagem do PSA (antígeno prostático específico) e de toque retal para detecção precoce do câncer de próstata, quando não há casos da doença na família. Por outro lado, se algum familiar tiver sido diagnosticado, o homem deve começar a rotina de exames aos 40 anos.

A orientação no caso do câncer de testículo é a de que o autocuidado masculino comece na puberdade. Esse tipo de câncer tem maior incidência nos homens com idade entre 15 e 50 anos e pode ser identificado a partir do autoexame dos testículos. A doença é facilmente curada quando detectada precocemente e apresenta baixo índice de mortalidade.

Outros tumores urológicos como os de, rim, pênis, bexiga, pelve e uretra, são mais comuns em homens e mulheres a partir dos 50 anos. Elas são mais predispostas a desenvolver câncer de bexiga do que o gênero masculino. Em contrapartida, eles são mais suscetíveis ao câncer de bexiga.

Independente da idade, há outros fatores que influenciam no desenvolvimento dos tumores urinários, como a hereditariedade e o hábito de fumar, o uso excessivo de álcool, o consumo de drogas ilícitas, uma alimentação desequilibrada, a falta de higiene e a negligência no tratamento de algumas infecções. Todos são um motivo a mais para agendar consultas periódicas com o urologista, avaliar a saúde e prevenir o surgimento de manifestações tumorais.